quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Thomas o Comboio









A magia centra-se me Lily, uma menina de 15 anos que anseia poder viajar ao encontro do seu distante avô e do mágico Mr. Conductor, ambos vão conduzí-la num fantasioso comboio até à Ilha de Sodor para uma aventura sem limites e aí descobrir o magnífico mundo que existe para lá do nosso imaginário. Só que a inveja e o cinismo estão prestes a colocar em perigo este mundo mágico.
Contudo, Lily e Thomas - o comboio mágico vão ter a preciosa ajuda de um cão muito especial, de um menino chamado Patch, do Mr. Conductor Júnior e de mais umas quantas personagens coloridas que vão fazer com que "Thomas e o Comboio Mágico" se torne numa aventura inesquecível.



Selecção Nacional :)



Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!


Di8go




O Avô e os netos, foram os 3 passear. Um foi a banhos e 2 foram pescar!

A cegonha, símbolo da cidade de Faro

As cegonhas (Ciconia spp.) são aves migrantes da família Ciconiidae. As cegonhas têm cerca de 1 metro de altura e 3 kg de peso. O seu habitat é variado e a alimentação inclui pequenos vertebrados. São animais migratórios e monogâmicos. As cegonhas não têm faringe e por isso não emitem sons vocais, emitem sons batendo com os bicos, actividade a que se dá o nome de gloterar.

domingo, fevereiro 20, 2011

Swarovski










No séc. XIX, Daniel Swarovski de origem austríaca, fascinado pelo cristal desde a sua infância, decidiu desenvolver uma máquina para cortar o cristal. Construiu uma máquina que cortava o cristal mais preciso e mais rápido que tudo o que existia naquela época. Revolucionou o modo como se trabalhava com cristais. É dele a origem do nome Cristal Swarovski.
Os cristais Swarovski estão agora ligados a grandes costureiros tais como Dior e Yves Saint Laurent.

Leia mais sobre cristais.

sábado, fevereiro 19, 2011





Era uma vez três porquinhos que viviam com a sua mãe, como já eram crescidos a mãe disse-lhes que chegara a hora de cada um ir á sua vida.
Resolveram cada um construir a sua própria casa.
O mais preguiçoso construiu uma casa com palhinhas, foi o mais rápido e assim pode ir brincar, o seguinte construiu uma casa com paus, também acabou rapidamente e foi juntar-se ao seu irmão, o terceiro mais voluntarioso construiu a sua casa com tijolos.
Chegada a noite, cada um foi para a sua casa, o lobo mau que andara todo o dia a observá-los e estava faminto foi bater á porta do primeiro porquinho.
-truz,truz
-quem é? disse o porquinho assustado
-sou eu o lobo e quero entrar, se não abrires vou soprar, soprar até a casinha voar.
E assim o fez, a casa rapidamente voou, o porquinho fugiu para a casa do irmão seguido do lobo que bateu novamente á porta.
-truz truz
-quem é? - perguntaram os porquinhos assustados
-sou eu o lobo e quero entrar se não abrirem vou soprar, soprar até a casinha voar.
Assim o fez, a casa voou e os porquinhos fugiram para a casa de tijolo do terceiro porquinho, seguidos do lobo
-truz truz- voltou o lobo a bater cada vez mais esfomeado
-quem é? Perguntou o porquinho mais velho
-sou eu, o lobo e quero entrar, se não abrires vou soprar, soprar até a tua casinha voar.
Assim o fez, mas a casinha nem um milímetro mexeu, o lobo olhou para a chaminé e pensou que seria por ali que poderia entrar e subiu ao telhado, mas o porquinho que era muito astuto tinha um grande caldeirão com água a ferver, quando o lobo entrou caiu directamente dentro do caldeirão dando um salto tão grande que foi parar ao meio da floresta e até hoje nunca mais ninguém ouviu falar no lobo mau.
:)

Ossos



masc. pl. de osso
osso (ô)
s. m.
1. Parte dura e sólida que forma a armação do corpo dos vertebrados.
2. Cada um dos fragmentos ou partes dessa armação.
3. Fig. Dificuldade, contrariedade.
4. Bras. Namorada; amásia.
5. O que há de desagradável em alguma coisa.

ossos
s. m. pl.
6. Restos mortais.
7. Infrm. As mãos.
carne sem osso: pechincha.
em carne e osso: o próprio; a pessoa própria.
em osso: em pêlo!pelo; sem arreios.
Que só tem as paredes.
osso de correr: osso de tutano.
osso inominado: osso ilíaco.
Plural: (ó).

Confrontar: osco.
osso (ô)
s. m.
1. Parte dura e sólida que forma a armação do corpo dos vertebrados.
2. Cada um dos fragmentos ou partes dessa armação.
3. Fig. Dificuldade, contrariedade.
4. Bras. Namorada; amásia.
5. O que há de desagradável em alguma coisa.

ossos
s. m. pl.
6. Restos mortais.
7. Infrm. As mãos.
carne sem osso: pechincha.
em carne e osso: o próprio; a pessoa própria.
em osso: em pêlo!pelo; sem arreios.
Que só tem as paredes.
osso de correr: osso de tutano.
osso inominado: osso ilíaco.
Plural: (ó).

Confrontar: osco.


segunda-feira, fevereiro 14, 2011




Existem várias teorias relativas à origem de São Valentim e à forma como este mártir romano se tornou o patrono dos apaixonados. Uma das histórias retrata o São Valentim como um simples mártir que, em meados do séc. III d.C., havia recusado abdicar da fé cristã que professava. Outra defende que, na mesma altura, o Imperador Romano Claudius II teria proibido os casamentos, para assim angariar mais soldados para as suas frentes de batalha. Um sacerdote da época, de nome Valentim, teria violado este decreto imperial e realizava casamentos em sigilo absoluto. Este segredo teria sido descoberto e Valentim teria sido preso, torturado e condenado à morte. Ambas as teorias apresentam factores em comum, o que nos leva a acreditar neles: São Valentim fora um sacerdote cristão e um mártir que teria sido morto a 14 de Fevereiro de 269 d.C.

Good Old Cupcakes!





"Alô, preciso de um bolo para amanhã! Gosto deste, gosto daquele, mas também gosto daquele outro... E agora?"
"Olha, posso fazer a meu gosto?"
"Podes!"
Pim!
A Energia solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa (e, em certo sentido, da energia térmica) proveniente do sol, e posterior transformação dessa energia captada em alguma forma utilizável pelo homem, seja directamente para aquecimento de água ou ainda como energia eléctrica ou mecânica.
No seu movimento de translação ao redor do Sol, a Terra recebe 1 410 W/m² de energia, medição feita numa superfície normal (em ângulo reto) com o Sol. Disso, aproximadamente 19% é absorvido pela atmosfera e 35% é reflectido pelas nuvens. Ao passar pela atmosfera terrestre, a maior parte da energia solar está na forma de luz visível e luz ultravioleta.
As plantas utilizam diretamente essa energia no processo de fotossíntese. Nós usamos essa energia quando queimamos lenha ou combustíveis minerais. Existem técnicas experimentais para criar combustível a partir da absorção da luz solar em uma reação química de modo similar à fotossíntese vegetal - mas sem a presença destes organismos.
A radiação solar, juntamente com outros recursos secundários de alimentação, tal como a energia eólica e das ondas, hidro-electricidade e biomassa, são responsáveis por grande parte da energia renovável disponível na terra. Apenas uma minúscula fracção da energia solar disponível é utilizada.

Se eu podia viver sem a minha Família?



Nunca, Jamais em tempo algum!!! 

Luxury Leather Goods and Fashion



Arre Xóxó...




Arre cavalinho, que leva o Gonçalinho :)

Ser Benfiquista...


...É ter na alma a chama imensa
Que nos conquista
E leva à palma a luz intensa
Do sol que lá no céu
Risonho vem beijar
Com orgulho muito seu
As camisolas berrantes
Que nos campos a vibrar
São papoilas saltitantes

It's Pizza Tiiiiiime!




Ingredientes para a massa: 2dl de água morna (1,5dl na receita original), 2 colheres chá de sal, 2 colheres sopa de açúcar, 1 ovo, 4 colheres sopa de azeite, 500gr de farinha, 1 pacotinho de fermento (5,5 gramas) Fermipan Super ou outro equivalente.

Coloque a farinha numa tigela, abra uma cova no meio e adicione o sal, o açúcar, o ovo, o azeite, o fermento e 1 dl de água. Amasse muito bem a massa e vá corrigindo com mais água ou mais farinha consoante a massa pedir. Cubra bem a massa e deixe-a levedar, em sítio quente, durante cerca 1h30m.

Depois da massa pronta, coloque-a no prato de pizza de ir ao forno, previamente untado com azeite. Abra a massa com ajuda do rolo e com as mãos vá espalmando e esticando a massa até cobrir o tabuleiro de forno.


Colocar o recheio escolhido e levar ao forno pré-aquecido a 190º durante cerca de 20 minutos.

Esta e outras receitas maravilhosas, aqui.